Chineses discutem possibilidades de cooperação com ABGF 9 de novembro de 2017, em Relações internacionais


Representantes da China Export & Credit Insurance Corporation (Sinosure) estiveram, nesta quinta-feira (9), na sede da Agência Brasileira Gestora de Fundos Garantidores e Garantias (ABGF), em Brasília. Micael Xu e Jonathan Zhi Zhang foram recebidos pelo diretor-presidente da ABGF, Marcelo Franco, e discutiram possibilidades de cooperação entre as duas instituições.

No encontro, Franco explicou o modelo de funcionamento da ABGF em relação ao setor exportador e informou sobre as duas principais linhas de atuação da agência, voltadas tanto para grandes companhias exportadoras quanto para micro, pequenas e médias empresas que realizam vendas ao setor externo. “A ABGF atua de forma complementar no mercado ao preencher um espaço que não é ocupado por seguradoras privadas”, disse.

Os representantes também compartilharam experiências, práticas e iniciativas de relacionamento com os clientes. O diretor-presidente da ABGF relatou que, atualmente, os formulários para solicitação do Seguro de Crédito à Exportação (SCE) estão disponíveis no site da agência, bem como simuladores de preços.

“O empresário interessado pode fazer todo o processo de requisição do seguro em ambiente online e apresentar os documentos a um gerente bancário para viabilizar a concessão do empréstimo, de forma simples e desburocratizada”, comentou.

Marcelo Franco ainda falou sobre o trabalho que vem sendo desenvolvido, em parceria com o setor financeiro nacional, para incentivar uma maior participação de bancos comerciais privados no financiamento às operações de exportação, atualmente realizado majoritariamente pelo Banco Nacional de Desenvolvimento, Econômico e Social (BNDES).

Sinosure

A Sinosure é uma companhia de seguros estabelecida para promover o comércio exterior da China e a cooperação econômica, e iniciou as suas operações em 18 de dezembro de 2001. Em 2015, a empresa apoiou exportações, comércio interno e investimentos com um valor total de US$ 2,8 trilhões e cobriu sinistros de US$ 9,5 bilhões.

A companhia atende milhares de exportadores e centenas de projetos de médio e longo prazo sobre exportações de alta tecnologia, maquinarias elétricas e equipamentos, além de serviços de engenharia, ao viabilizar empréstimos feitos por 233 bancos.